sábado, novembro 12

Também os tigres podem ser compreendidos

Pode ler-se hoje no PÚBLICO- LOCAL Lisboa: uma jovem de 24 anos ficou com um braço destruído ao tentar acariciar um tigre na sua jaula, num circo acampado na margem sul. Para a Liga dos Direitos dos Animais, o episódio vem mostrar "o stress permanente em que os animais vivem nos circos". A Presidente da Liga disse que iria solicitar aos grupos parlamentares uma tomada de posição sobre a matéria.

4 comentários:

pedroromano disse...

Caro Lino, o seu blogue é um de primeira água. Muito bom, mesmo.

P.S. Reparei támbém que arranjou maneira de se livrar destes irritantes comentários automáticos.

lino disse...

Caro Pedro Romano: Obrigado. É verdade, activei o reconhecimento de palavras. Os comentadores automáticos vão ter de se esforçar por ultrapassar este obstáculo... imagino que já estão a trabalhar nisso.

OMWO disse...

>imagino que já estão a trabalhar nisso.

Não percebo aliás porque estão a demorar tanto tempo. As letras estão numa imagem perfeitamente identificavel na pagina, qualquer rede neuronal caseira faz a identificação. Os spammers são preguiçosos além de repugnantes...não se dão ao trabalho porque simplesmente têm alvos mais fáceis.

No meu blog a quantidade de spam também está a ficar insuportável. Ainda não activei essa defesa, estou hesitante. Pergunto-me: Será que é por cada vez mais gente a activar que os robots atacam cada vez mais fortemente os cada vez mais raros blogs que ainda prescindem dela?
Além disso irrita-me pensar que cada utilizador do meu blog tem que perder meia duzia de segundos em trabalho estupido, por cada comentario, graças a esses imbecis...

A forma de lidar com o spam é com um bastão de baseball...

AA disse...

>)

Sabe-se lá porquê, por associação com o bastão, lembrei-me da quote do Se7en:

"Wanting people to listen, you can't just tap them on the shoulder anymore. You have to hit them with a sledgehammer, and then you'll notice you've got their strict attention."