domingo, abril 10

Se voltarão não sabemos, mas eles estiveram aí



Em Março de 1950, Guy Hottel, o agente responsável pelo Washington Field Office, enviou um memorando em que se referia informação da Força Aérea segundo a qual discos voadores tinham caido em Ros­well, N.M., tendo sido recuperados.

Eram descritos como tendo forma circular e aproximadamente 15 metros de diâmetro. Cada um era ocupado por três corpos de forma humana com menos de um metro de altura, vestidos com tecido metálico de textura muito fina.


Em dias como hoje, sentimos necessidade de alguma narrativa sólida em que acreditar.

(Notícia do Salt Lake Tribune.)

3 comentários:

on disse...

Ao menos a crise serve para isto. A bloga renasce!

Jorge Salema disse...

Interessante! No entanto as fontes de informação ainda estão classificadas como se vê pelas rasuras. Não parece uma resposta cabal à situação de 1950 , mas a Força Aérea americana poderia, pela delicadeza dos projectos secretos em curso, ter preferido passar informação errónea para um simples field marshal ou um agente do FBI. A natureza operacional do FBI levaria à publicitação dos objectos. Parece manobra da inteligence para os fintar.

Anónimo disse...

"(...) ocupado por três corpos de forma humana com menos de um metro de altura, vestidos com tecido metálico de textura muito fina(...)"

Falta acrescentar:

(...) que se encontravam totalmente embriagados.

Pronto, assim já se percebe. Uma narrativa líquida em que se pode acreditar. :)

A.